Food and Agriculture Organization of the United Nations
Organizador GEDAF Nenhum comentário

Campanha internacional orienta ações contra desperdício de alimentos. Um terço de toda a comida produzida no mundo é desperdiçada, segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, a FAO. Isso representa 1,3 bilhão de toneladas de comida perdida todos os anos.

Levantamento da FAO

  • Um terço dos alimentos produzidos para consumo humano é perdido ou desperdiçado em todo o mundo, o equivalente a cerca de 1,3 bilhão de toneladas por ano.
  • Os alimentos são perdidos ou desperdiçados em toda a cadeia de abastecimento, desde a produção agrícola inicial até o consumo final das famílias.
  • As perdas alimentares representam um desperdício de recursos e insumos utilizados na produção, como terra, água e energia, aumentando desnecessariamente as emissões de gases de efeito estufa.

A agência da ONU cita alimentos consumidos em celebrações como o Ramadã, o Ano Novo na Rússia, o solstício na Coreia do Sul e o Natal no Reino Unido ao detalhar seis ações estratégicas. A meta é acabar com este problema, “seja qual for o feriado”.

A FAO explica que celebrações “são um ótimo momento para festejar com comida e apreciá-la”. Apesar disso, em várias partes do mundo, as festas populares “tornaram-se sinônimos de comer demais e desperdiçar comida”.

Segundo a FAO, quando isso acontece, “todos os recursos, como sementes, água, dinheiro e trabalho, usados para a fazer a comida, também são perdidos”.

Ações para reduzir o desperdício de alimentos

  1. É preciso ser realista e programar a quantidade de comida necessária.
  2. Comida não deve ser deixada exposta à temperatura ambiente mais do que 2 (duas) horas.
  3. Congelar os alimentos que sobram nas refeições ou oferecer aos convidados.
  4. Consumir os alimentos que sobraram antes de cozinhar novos – transformar o que resta em almoço ou jantar do dia seguinte.
  5. Os convidados podem servir a si próprios, permitindo selecionar a quantidade de comida que conseguem comer.
  6. Finalmente, doar tudo o que não for consumido.

A FAO observa que “o desperdício de comida se tornou um hábito perigoso”. No dia a dia, isso acontece “quando se compra mais do que é necessário no supermercado, se deixa frutas e vegetais apodrecer em casa, ou quando se pede mais do que se consegue comer num restaurante”.

Fonte: FAO, acesso em 25/05/2018.

Deixe um comentário