Organizador GEDAF Nenhum comentário

A 9ª Edição do Prêmio Infi-Febraban de Economia Bancária está com inscrições abertas até 30 de novembro de 2017. Além de fomentar o levantamento de questões relevantes em torno do Sistema Financeiro Nacional, os melhores trabalhos concorrem a um total de R$ 65.000,00 em prêmios.

Podem participar trabalhos elaborados por pessoas físicas de qualquer nacionalidade, idade e formação acadêmica. Também serão aceitos trabalhos individuais ou em coautoria.

Clique aqui e confira o regulamento.

Categorias de premiação

Categoria A: Dissertações, Teses e Artigos Acadêmicos

Categoria B: Monografias de Graduação

Categoria C – Especial: Inovações da era digital e seus impactos sobre o setor financeiro

Os trabalhos inscritos nas categorias A e B devem discorrer sobre a economia bancária brasileira, exclusivamente ou em comparação com experiências internacionais.

Na categoria C – Especial, os trabalhos devem abordar o impacto das inovações digitais nas transações bancárias, na oferta de serviços e na concessão de crédito. Poderão, também, abordar os impactos das novas tecnologias digitais especificamente na educação financeira de consumidores e de clientes dos bancos. Nesta categoria, serão aceitos trabalhos que descrevam “casos de sucesso” no Brasil ou em outros países.

Os trabalhos devem ter sido concluídos a partir de 2014 e devem ser inéditos, exceto os da categoria especial, que não terão restrições quanto à publicação prévia.

Estímulo ao debate

Criado oficialmente em 2009, o Prêmio Febraban de Economia Bancária tem como principal objetivo estimular o debate sobre a economia bancária brasileira, além de fomentar o levantamento de questões relevantes que giram em torno do sistema financeiro nacional.

A partir de 2014, a premiação é realizada em parceria do Infi – escola de finanças e negócios da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) – e passa a ser denominado Prêmio Infi-Febraban de Economia Bancária.

Deixe um comentário