Organizador GEDAF Nenhum comentário

Adeo Ressi é o fundador do The Founder Institute, uma das maiores aceleradoras do Vale do Silício. O norte-americano veio ao Brasil para falar sobre disrupção e a importância do espírito empreendedor no mundo de hoje durante o primeiro dia da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE).

O evento foi realizado pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups) entre os dias 26 e 27 de outubro em São Paulo. A conferência reuniu profissionais de todo o ecossistema empreendedor do país para discutir os resultados alcançados e as tendências para o próximo ano.

“TODAS AS INDÚSTRIAS CRIADAS PELO HOMEM ESTÃO SENDO DESTRUÍDAS”

Ressi acredita que o momento atual é de disrupção completa. A inovação e o empreendedorismo serão a chave de quem deseja se adaptar. “As indústrias criadas pelo homem estão sendo destruídas.” Para ele, é preciso esquecer a maneira como se encarava o trabalho e a carreira no passado.

“O conceito de emprego mudou por completo. Cada vez seremos mais autônomos, investindo naquilo que acreditamos.” De acordo com Ressi, trabalhar para outras pessoas é algo fadado a acabar. Cada vez mais o processo torna-se mais colaborativo, e as pessoas juntam-se devido a interesses em comum.

Os grandes conglomerados industriais, destaca Ressi, estão diminuindo, incapazes de manterem-se a par com as inovações propostas pela nova geração. “As corporações estão dando lugar para as startups, lugares com menos gente, menos escala hierárquica e muito mais inovação.”

Para o empresário, conceitos comuns à nossa rotina serão transformados por completo. “O dinheiro como nós o conhecemos está acabando.” Ressi cita como exemplos as novas tecnologias que estão sendo desenvolvidas no campo das criptomoedas. Segundo ele, seria questão de anos para elas substituírem o papel e o metal. “As corporações financeiras que perceberem isso serão as que permanecerão em pé.”

“Nosso modelo de política representativa também está ameaçado.” Ressi acredita em um futuro onde as decisões políticas serão votadas por toda a população. Isso seria possível por meio de tecnologias de armazenamento de dados super seguras, como o blockchain.

Estímulo aos empreendedores

Ideias como essas indicam para uma descentralização cada vez maior dos processos. Para Ressi, refletir sobre o momento atual é pensar no propósito que se deseja alcançar e trabalhar para ele, procurando as novas tecnologias como auxílio.

“Saiba pelo que é apaixonado, transforme sua paixão em ideias e invista nelas. Se não conseguir sozinho, procure pessoas que possam te ajudar. Mas acima de tudo reflita sobre sua vida e não abra mão da trajetória que quer narrar.”

“Precisamos acordar para esse movimento, e não é amanhã, é hoje, agora, as pessoas são inteligentes, elas precisam apenas rever os seus objetivos e despertar e repensar o mundo em que querem viver”. E a missão do Founder Institute é justamente essa, auxiliar pessoas que querem fazer algo pelo mundo. A instituição está presente em mais de 155 cidades, de 60 países diferentes e já lançou mais de 2.500 startups, que criaram, juntas, um número superior a 20 mil empregos.

Ressi estimula os empreendedores a buscarem o conhecimento comentando que “Para mudar o mundo, basta ter um propósito claro e um cérebro disposto a aprender.”

 

Fonte: Pequenas Empresas e Grandes Negócios, Júlio Viana, publicado em 26/10/2017.

Imagem: CASE, 2017 (Divulgação).

 


Notas do Organizador GEDAF

criptomoedas: moedas virtuais cujas transações de compra e venda são realizadas por meio de protocolos critptografados. Bitcoin e Ethereum são exemplos dessas moedas.

blockchain: blocos de registro ou livro-caixa virtual no qual são registradas em diversos computadores as operações criptografadas de transações com criptomoedas, também conhecido como “protocolo de confiança”.

startups: empresas iniciantes no mercado, baseadas no desenvolvimento um modelo de negócio reprodutível e escalável, financiadas com recursos próprios ou capital de investidores.


 

Deixe um comentário