Programa Aprender Valor - Banco Central do Brasil
Organizador GEDAF Nenhum comentário

Programa Aprender Valor do Banco Central inicia aplicação em escolas do Ensino Fundamental para estimular a educação financeira.

A iniciativa está na fase experimental (piloto) e será gradualmente disseminada às escolas públicas brasileiras.

Ao longo de 2021 o Banco Central vai expandir o Aprender Valor e as escolas interessadas poderão participar.

No piloto participam as Secretarias Estaduais e Municipais de Educação de seis unidades federativas: Ceará, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará e Paraná.

As Secretarias de Educação e escolas receberam apoio na implementação do ensino da educação financeira e da educação para consumo. O programa disponibilizou projetos escolares para os profissionais das escolas que aderiram, oferecendo formação a professores, gestores e técnicos.

A professora Ednéia Machado, supervisora educacional da Escola Estadual General Carneiro, de São Roque de Minas (MG), destacou a importância do programa:

“Quem ainda não começou, pode começar, pois ele é um curso de transformação de vidas. Ele transforma a vida de quem acredita mesmo. E quando um professor acredita naquilo que ele ensina, ele transforma o seu aluno. E se o seu aluno acredita no que é ensinado, ele transforma a sua comunidade. Agarrem esse projeto com unhas e dentes”.

Lançamento oficial

Em 26/04/2021, o BC realizou evento nacional para marcar a formação de professores e dar início à etapa em que os conteúdos serão efetivamente aplicados nas escolas.

Mais de 500 educadores participaram virtualmente do evento. Eles concluíram o último módulo formativo, denominado Aprender Valor na Sala de Aula.

Os educadores receberam orientações para levar a educação financeira aos estudantes do 1º ao 9º ano, por meio dos projetos na plataforma aprendervalor.caeddigital.net.

Plataforma Aprender Valor

A plataforma virtual foi desenvolvida pelo Banco Central e o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação, da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJ).

Os projetos foram construídos para aplicação em sala de aula, de forma presencial, pensando na realidade da maior parte das escolas do país.

Devido à pandemia Covid-19 e suspensão das aulas presenciais, alguns projetos foram adaptados para o ensino remoto. Há três modalidades de interação entre professor e estudantes: síncrona, assíncrona e envio de material, em formato digital ou impresso.

Organizadores e justificativa

O Aprender Valor faz parte da Agenda BC, dimensão Educação, e recebeu financiamento do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A iniciativa do Banco Central está alinhada às novas diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Em 2018, a BNCC introduziu a educação financeira, de forma transversal, nas disciplinas obrigatórias do currículo escolar, especialmente matemática, língua portuguesa, geografia e história, justificou Maurício Moura, Diretor de Relacionamento, Cidadania e Supervisão de Conduta do BC.


Fonte: Banco Central do Brasil, acesso em 27.05.2021.

Deixe um comentário